Publicidade

Todos já ouvimos a história de Chapeuzinho Vermelho e embora a história tenha origens desconhecidas, foi popularmente transmitida na coleção de contos de Charles Perrault. A ideia original foi perdida é única prova restante fora sua primeira edição. Mais tarde, ela passou por algumas mudanças radicais para se adaptar, se tornar mais suave e aceita pelos jovens leitores, sendo esta a versão que todos nós conhecemos nos dias de hoje.

Publicidade

1. A história original: O simbolismo do protagonista

Chapeuzinho Vermelho era uma adolescente que estava na passagem da infância para a puberdade, simbolizada pela cor vermelha que está associada com a fase menstrual.

2. O Lobo: antagonista

O simbolismo do lobo é o perigo e o próprio mal. Especialmente porque aparece na última hora um caçador que matará a criatura e isso significa o fim do protagonista. É preciso ter em mente que aqueles eram outros tempos e tinham temores de dizer que realmente uma criança poderia acabar no estômago de um animal.

3. A Figura do Caçador

Em um esforço para transformar a história em algo digerível pelas mentes superprotegidas de crianças, Grimm introduziu a figura do caçador. Esta foi uma maneira de mudar um fim trágico em um alegre. Pouco antes de ser comida pelo lobo, Chapeuzinho Vermelho emite gritos de socorro, que o caçador ouve e mata o animal, retirando do estômago a avó e adolescente milagrosamente vivas.

4. A avó não sobrevive na versão original

A razão de Chapeuzinho Vermelho de ir através da floresta, era de ver sua avó e lhe levar pão e leite. Mas em ambas as histórias o lobo surpreendeu a velha antes de sua neta chegar. O problema é que na versão original, o animal mata a avó, a cozinha e prepara ela como se fosse uma sopa. Isso deixa claro que não seria possível de maneira nenhuma ressuscitá-la novamente. Felizmente para as crianças, na edição de Grimm, ela é simplesmente engolida viva e, em seguida, surge ilesa.

5. O canibalismo

Chegando na casa e encontrando o lobo, Chapeuzinho Vermelho fornece o leite e o pão trazidos da casa de seus pais. O antagonista da história pede a ela para experimentar uma parte da carne que ele (o Lobo) cozinhou, e que teria preparado especialmente para ela. Atendendo ao pedido, ela começa a provar a sopa praticando assim um ato de canibalismo. Então depois ela se aproxima da cama e o lobo completa seu ato de maldade a comendo.

6. A história alternativa

Com uma moralidade muito diferente e valores menos censuradas, as histórias dão reviravoltas que não teriam lugar nos dias de hoje. O Lobo deitado nada cama, esperou até que a protagonista conhecesse a sua verdadeira identidade, e já era tarde para ela, porque esta é atacada e devorada pelo animal, terminando a trágica história sem um final feliz. Mas graças aos irmãos Grimm, sua versão é menos traumática.

7. Os retoques finais

Para remover qualquer vestígio de como Chapeuzinho Vermelho foi eliminada, fora introduzida as perguntas clássicas: sobre os olhos grandes, ouvidos pontudos e sua boca cheia de dentes.

E o resto é como conhecemos atualmente.

Publicidade

Leave your vote

7 points
Upvote Downvote

Total votes: 7

Upvotes: 7

Upvotes percentage: 100.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

CONTINUAR LENDO
Publicidade
Carregando...