Publicidade

O Museu Egípcio no Cairo, na quinta-feira, começou a exibir os papiros mais antigos do mundo, que datam de 4.500 anos, detalhando a vida cotidiana dos construtores da pirâmide. Os itens são da 4ª dinastia do rei Khufu. Eles revelam como eram as vidas cotidianas dos trabalhadores portuários que transportavam enormes blocos de pedra calcária para o Cairo durante a regra do rei Khufu para construir a Grande Pirâmide, destinada a ser sua estrutura funerária.

Publicidade

Em um novo documentário, transmitido pela Channel 4  na televisão britânica na semana passada, os arqueólogos apresentaram novas evidências que descrevem como a Grande Pirâmide foi construída. O ministro das Antiguidades do Egito, Khaled El-Anany, disse aos repórteres que os papiros foram descobertos em 2013 por uma missão egípcio-francesa dentro de cavernas no porto de Wadi el-Jarf, e lá desenterraram o diário de Merer, um funcionário envolvido diretamente na construção da Grande Pirâmide.

Os pesquisadores conseguiram reconstruir três meses na vida deste antigo egípcio. Os documentos têm mais de 4.500 anos e alguns dos mais antigos papiros já encontrados. Eles nos dão um vislumbre da vida egípcia sob o faraó Khufu e de como fora a construção da Grande Pirâmide.

A Grande Pirâmide é a mais antiga das Sete Maravilhas do Mundo Antigo, e a última a permanecer intacta. Levou 20 anos para ser construída e terminou em torno de 2.560 aC. Atualmente tem 139 metros de altura e é feita de calcário extraído em Tora, atravessando o rio de Gizé e o granito veio de Aswan, localizado a mais de 800 quilômetros ao sul.

E como as pedras foram transportadas até lá tem sido um ponto controverso. Pelo menos até que o papiro fosse encontrado.

Merer descreveu como o calcário foi retirado de Tora e levado até lá por barcos, um dos quais foi descoberto ao pé das pirâmides. Os blocos de pedra eram transportados pelo Nilo em uma série de canais propostos que os entregava o mais próximo possível do local de construção. O mesmo tipo de barco também pode ter sido usado para transportar o granito de Aswan.

Os pesquisadores também descobriram que o porto de Wadi al-Jarf desempenhou um papel importante. O cobre foi extraído do outro lado do mar estreito e transportado para Gizé através deste porto.

O arqueólogo egípcio e ex-ministro das antiguidades Zahi Hawass disse em uma declaração que esta é “a maior descoberta no Egito no século 21”.

A Grande Pirâmide foi o prédio mais alto do mundo há mais de 3.800 anos. A incrível estrutura tem especialistas fascinados e perplexos, mas parece que finalmente estamos conseguindo uma imagem melhor de como foi alcançado.

Assista:

Fonte: [DailyMail]

Publicidade

Leave your vote

1 point
Upvote Downvote

Total votes: 1

Upvotes: 1

Upvotes percentage: 100.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

CONTINUAR LENDO
Publicidade
Carregando...