Uma misteriosa estrutura de rocha antiga recentemente descoberta sob o mar da Galileia, possivelmente construída na mesma época que o Stonehenge, deixou arqueólogos perplexos. Os pesquisadores da Universidade de Ben-Gurion, da Universidade de Tel Aviv, da Universidade de Haifa e da Pesquisa Oceanográfica e Limnológica de Israel, descrevem o cairn como um cone de rochas basálticas desconhecidas, medindo aproximadamente 70 metros de diâmetro e 10 metros de altura.

Publicidade

O próprio local fica perto de uma antiga saída do rio Jordão, uma área que teve importância econômica na área desde a Idade do Bronze. Devido a vários detalhes contextuais, os pesquisadores suspeitam que o cairn foi construído em algum momento entre os séculos IV e III a.C. Suas descobertas foram publicadas em uma edição recente do Jornal Internacional de Arqueologia Náutica.

Cairn submerso – As imagens de uma expedição de mergulho ao cairn subaquático revelaram pedregulhos de basalto desconhecidos. Os mergulhadores também viram peixes de tilapia nadando entre as rochas.

Até o momento, os únicos dados que os pesquisadores têm são suas imagens de sonar de varredura lateral e fotografias de uma equipe de mergulho. Ainda não foram realizadas escavações e, portanto, o propósito, a idade e até mesmo o modo como o objeto foi construído estão todos em debate.

Os pesquisadores ainda não sabem se o cairn foi montado em terra seca, durante um período de baixos níveis de água no lago, ou se foi construído propositalmente debaixo d’água. Os locais nas proximidades tinham cabanas e lares, indicando que, em algum momento do passado, toda a área estava acima da água e habitada.

O cairn se encontra a cerca de 13 kilômetros nordeste do Mar da Galileia

Outras pesquisas apontam para o enfraquecimento da terra relacionado a terremotos em torno do Mar da Galileia, por isso é bem possível que todos esses locais arqueológicos na área foram construídos ao longo da margem do lago, depois submersos após um terremoto deslocar a terra.

Hoje em dia, o cairn fica a cerca de 9 metros debaixo d’água, cercado de peixes de tilapia. O que nos leva à teoria do pesquisador de que este cairn supostamente é um antigo local de pesca, uma estrutura que atrai peixes, facilitando a captura e sustentando um grande estabelecimento ao longo da costa. Pequenas pescarias foram encontradas no Mar da Galileia, então essa teoria não é tão irreal como se poderia pensar. Mas até que os pesquisadores analisem a fundo e determinem se deveria estar debaixo d’água ou não, seu propósito continua sendo um mistério.

Fonte: Popsci

Que tal contribuir com um ponto? 😉

24 pontos
Upvote Downvote

Total votes: 42

Upvotes: 33

Upvotes percentage: 78.571429%

Downvotes: 9

Downvotes percentage: 21.428571%

Comentários

CONTINUAR LENDO
Publicidade