10 previsões feitas por Grigory Rasputin, metade das quais já se tornaram realidade

0 16

Um amigo íntimo da família do último imperador russo, Nicolau II, era um camponês comum que se aproximou dos monarcas graças ao seu talento como vidente e curador: seu nome era Grigory Rasputin. Seu personagem sempre esteve ligado com rumores e especulações, especialmente porque ele mesmo estimulou interesse dos outros a si mesmo, respondendo sempre intrincadamente a qualquer pergunta.

Mas por mais bizarro que seja, Rasputin conseguiu prever o futuro: ele previu não apenas sua própria morte, mas também guerras, epidemias e catástrofes que ocorreram após sua morte. Aparentemente, há previsões que se tornaram realidade. Veja só 10 previsões feitas por Grigory Rasputin, metade das quais já se tornaram realidade:

1 – A morte da família real

Rasputin previu duas variantes de sua morte e do futuro: se os camponeses simples o matassem, os Romanos governariam durante mais de um século. Se ele morresse nas mãos da realeza, haverá fricção, uma guerra e a morte da família real.

A segunda previsão se tornou realidade: os nobres alimentaram Rasputin com tortas envenenadas, depois atiraram em suas costas e amarraram o cadáver. Após o ato, os nobres se afogaram no rio.

Muito antes do assassinato da família real, Rasputin havia antecipado suas mortes. Abraçando o rei e sua esposa, Grigory disse que sentiu como se estivesse segurando a mão de dois mortos.

2 – O colapso de um império

O vidente na véspera de 1917 comentou da chegada iminente de um novo governo, de montanhas de cadáveres e da neva manchada de sangue. “A escuridão afundará Petersburgo, e quando o nome da cidade for mudado, o império cairá”, escreveu Rasputin. Parece que ele viu um futuro ainda mais distante – a repressão de Stalin.

3 – A chegada de uma grande guerra

Rasputin observou com amargura que a fé ortodoxa estava levando a nada, que a graça estava desaparecendo e tudo então só pioraria. “Muitos perecerão e ninguém enterrará os mortos. E as pessoas ficarão de joelhos no sangue. E então a guerra virá”. Provavelmente, o profeta falou sobre a Segunda Guerra Mundial.

4 – Os vivos perecerão

Ele até previu a explosão de uma usina nuclear e a posterior contaminação dos territórios por radiação. Grigory Rasputin disse que haverão “torres da morte”, algumas delas que “irão irromper e apodrecer, trazendo feridas e envenenando todos os seres vivos, terra e ar”. Assume-se que o assunto dizia respeito ao acidente de Chernobyl em 1986, bem como ao acidente na central nuclear de Fukushima-1, em 2011.

5 – Criaturas sem alma

Gregory escreveu sobre clonagem. Ele falou do nascimento iminente de “monstros, ao contrário de seres humanos ou animais, sem alma e cordão umbilical”. Como vemos, experimentos nesta direção já estão em andamento (lembra da Dolly, a ovelha clonada?).

Cientistas estão cada vez mais falando sobre a possibilidade, em um futuro próximo, da personalização das crianças por gostos dos pais – escolher a sua aparência e diminuir a predisposição a doenças hereditárias.

6 – “E animais se tornarão inimigos feitos pelo próprio homem”

De acordo com o vidente, experiências genéticas descontroladas levam ao aparecimento de “monstros que inundarão a Terra”. A propósito, abelhas agressivas e venenosas apareceram no Brasil, chegando até a atacar as pessoas. E essas abelhas se reproduzem em grande velocidade.

7 – Valores morais

Grigory Rasputin também foi incomodado pelo caminho que os valores humanos está tomando. Ele disse que “o amor desaparecerá e as pessoas ficarão à beira do abismo. A indiferença e o egoísmo destruirão os povos, e a humanidade perecerá.”

8 – As três serpentes

O mística disse que a “humanidade matará três cobras”. A primeira e o segunda causarão grandes sequelas aos humanos, mas após a chegada da terceira, apenas alguns sobreviverão, que, depois de a matarem, poderão entrar no paraíso terrestre. Historiadores sugerem que Rasputin falou sobre as guerras, já que a Primeira e Segunda Guerras Mundiais já deixaram sua marca.

9 – O fim do mundo

Rasputin associou o apocalipse à Terceira Guerra Mundial, mas ele não previu uma data. Ele sugeriu que “o sol queimaria a terra e transformaria os campos férteis em um deserto e secaria os rios. E em todos os lugares haverá desertos, mas alguns terão a chance de escapar.”

10 – Desespero em todos os lugares

A mais estranha previsão de Rasputin é que as pessoas terão que sobreviver três dias de escuridão, quando o sol desaparece e a terra ficar coberta por uma névoa onipresente. “E as pessoas aguardarão a morte como salvação. E haverá choro e desespero em todos os lugares. E as estações do ano mudarão de lugar. As rosa florescerão em dezembro e a neve cairá em junho.”

Mas sobre o que ele falava exatamente? Talvez ele quisesse falar sobre uma catástrofe natural, talvez as consequências de uma guerra nuclear, ou talvez alguma outra coisa. Não sabemos exatamente, apenas que é bastante assustador, não é mesmo?

Fonte: Ofigenno

Receba as nossas postagens por e-mail. É grátis.
Junte-se aos mais de 25.000 outros assinantes
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: